quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Fim de um exercício pueril


Os americanos abandonaram o Iraque. Cansaram-se de um exercício pueril e equívoco, cujo resultado foi o de fragilizar o Ocidente. Do ponto de vista político, a gravidade da intervenção americana não reside no embuste gigantesco que justificou a intervenção, mas na ilusão ideológica que toldou os cérebros que rodearam George W. Bush e o empurraram para a guerra. A suspensão da razão nunca foi um trunfo nos negócios do mundo.