terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Poema 1 - Chegámos aos dias frios

Chegámos aos dias frios,
e não sabemos o que fazer
para o coração não resfriar.
Ainda há pássaros nas árvores
e as ruas são pântanos descoloridos na noite,
mas já não conseguimos escutar as nuvens
e os olhos fecham-se de cansaço.

Nenhum ocaso nos comove,
a nós que ao poente espreitámos,
na fímbria agreste da terra.
Os barcos zarparam
e levaram com eles a água
onde os meus olhos poisavam,
nos gélidos dias em que dos teus partiam.