quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Um acto falhado


As declarações da dr.ª Manuel Ferreira Leite sobre a hemodiálise a partir dos 70 anos são interessantes porque são um acto falhado. Acaba por dizer aquilo que o regime pressente mas não diz. Certamente ela também não queria dizer o que disse, e corrigiu de certa maneira a intervenção. A retórica dos direitos humanos cobre o que efectivamente se pensa e se sabe que, mais tarde ou mais cedo, irá ser a solução imposta. E não será apenas a hemodiálise. Há um interesse objectivo em que se morra mais cedo. Não digo que as pessoas subjectivamente o assumam. Isso chocaria a sua consciência. Mas a orientação política que vai sendo tomada terá como consequências essa diminuição da esperança de vida. Os cuidados de saúde vão ser cada vez mais caros para uma sociedade cada vez mais pobre. Não é preciso ser muito inteligente para perceber o resultado. Trata-se de uma medida racional dentro daquilo a que Michel Foucault deu o nome de biopolítica. Como controlar a população? É isto que está em jogo, independentemente da consciência que os actores têm do caso, a qual é irrelevante.