sábado, 11 de fevereiro de 2012

A essência da escola


Esta foto, julgo que de Escritor Sylvio Panza, mostra a essência da escola. Um professor e um grupo de alunos. Entre eles há uma diferença que se manifesta no lugar que cada um ocupa. Essa diferença é o que faz com que a escola seja aquilo que é. O resto é supérfluo. Paredes, carteiras, cadeiras, mesmo o quadro negro, podem existir ou não. Não vale a pena falar de computadores ou de quadros interactivos. Só há uma interactividade necessária, a que existe entre o que ensina e os que estão ali para aprender. Em Portugal, temos a prática contumaz de esquecer o que esta fotografia mostra. Só pode haver aprendizagem se os alunos estão ali sentados, com ordem, para aprender. O resto é ruído e um exercício de futilidade sem fim.