sábado, 16 de junho de 2012

Missa Pro Defunctis (XIII)

13. Offertorium: ii. Hostias

Salta das veias a nuvem,
Estremece o cordeiro,
E o vento cansado sopra
Sob a luz do firmamento.
As águas pútridas correm
Nos jardins do paraíso,
São rios de pez e carvão,
Mares sem barcos sem velas,
Homens de mãos decepadas,
E mulheres, pela noite,
Enlouquecidas e belas.

Correm, uivam, relampejam,
Cobras de aço no quintal,
Silvas onde dormia Ulisses,
Nas noites frias de viagem.
Sonhava, quando arrefecia,
A cálida voz do amor,
E nos espinhos contava
Os dias que de Penélope
O deus ainda o afastava.

Tremo ao pensar, mas coragem
Não me falta e vejo tudo
Claro e distinto, pois sei
Que uma vontade, não a minha,
Me ordena a feliz matança.
Vou seguro, tremem-me as pernas,
Mas espero a recompensa,
Quando a carne estilhaçada,
Com outras emparelhada,
Juncar a rua de detritos,
E entre luzes e sirenes,
Se ouvirem preces e gritos,
Verei a luminosa luz,
Um candelabro de ferro,
E uma voz de sombra gélida
Indica-me o paraíso,
Onde já me vejo e encerro.

A carne leve rasgada,
Uma dor firme no altar,
E a Terra silenciosa
Grita e clama sem parar.
Pede água, luz e sangue,
O corpo de Édipo cego,
Fero assassino do pai,
Que seja na cruz entregue,
Com uma coroa de espinhos,
Que da cabeça lhe sai.

O matador para o touro,
Em vertigem e temor,
Cego e surdo se inclina,
A espada fere a carne
E o animal súbito cai.
Estremece logo a praça,
E tudo se turva na tarde:
O touro caído e o diestro,
Atónito e preso ao chão,
Espera que tudo seja
Uma mentira, talvez
Um erro, uma ilusão.

Chegou a hora Senhor.
O tempo corre ameno,
E o barco, aparelhado,
Está pronto para a viagem.
Os papéis estão em ordem
E o capitão é severo
Para quem chega atrasado.
Queria um copo de vinho
E um pão para a passagem,
Queria um resto de luz
Para que a noite e as trevas
Não sejam a última imagem.

---------

Missa Pro Defunctis é um ciclo de poemas escrito em Setembro e Outubro de 2011. É constituído por 21 poemas e pretende ser uma meditação poética sobre a nossa situação actual, meditação que acompanha a estrutura de um Requiem na tradição religiosa católica. Será publicado integralmente neste blogue nos próximos tempos, embora sem periodicidade diária ou qualquer outra.