terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Um circo de aldeia

Marc Chagall - Circus in Villlage (1969)

As eleições italianas vieram reforçar, através da distribuição de votos, a natureza irrelevante em que se está a tornar a democracia na Europa. Os eleitores não encontram alternativas em que confiem e votam nos animadores do grande circo mediático. Berlusconi, depois de todos os escândalos em que se viu envolvido, quase ganhou as eleições. Berlusconi, dono de quatro dos cinco canais de televisão italianos, e Beppe Grillo, um comediante convertido a político populista anti-sistema, somam mais de 50% dos votos. Na verdade, desde que o poder se transferiu do Estado para a economia, tudo se transformou num inenarrável circo de aldeia.