domingo, 17 de março de 2013

Um assalto e uma traição

Jesús de Perceval - Ladrón (1930)

Enlouqueceram. A direcção política da Europa perdeu completamente a noção da realidade. O confisco de uma percentagem dos depósitos no Chipre não é uma má notícia. É uma prova clara de que a direcção política europeia perdeu qualquer sentido do que são as pessoas, os seus sentimentos e a sua forma de reagir. Nós, portugueses, já sabíamos que as incompetências dos governantes e as trapaças de alguns são pagas, através da confiscação política, pelos cidadãos. Mas isso tem sido feito de forma sorrateira. Aumento de impostos, diminuição de salários acordados, etc. Agora, porém, a confiscação das pessoas é feita de maneira que toda gente percebe que se está perante um roubo. Que elites políticas são as europeias que permitiram impunemnete os desvarios do mundo da finança e que, perante o descalabro a que isso conduziu, assaltam os seus próprios cidadãos? O comportamento das elites políticas europeias só tem um nome: traição aos povos que as elegeram.