domingo, 9 de junho de 2013

Uma casa em ruínas

Karl Schmidt-Rottluff - Casa derruida (1930)

Hollande proclamou hoje, no Japão, que a crise na Europa acabou. A princípio julguei que o Presidente francês delirava, que as suas palavras não eram mais do que um exemplo de wishful thinking, sintoma de um desejo que se sente impotente perante a realidade. Depois, tudo se tornou evidente. A crise terminou, de facto, pois o estado de ruína e de empobrecimento tornou-se a norma europeia. Ainda haverá uns ajustamentos a fazer, mas a normalidade foi encontrada em Portugal, em Espanha, na Grécia, por essa Europa do sul fora. Mais um esforço, e toda a Europa estará irmanada em sociedades drasticamente desiguais e miseráveis. A Europa é uma casa em ruínas.