terça-feira, 2 de julho de 2013

Naufrágio

William Turner - Naufrágio (1805)

Há dias em que tudo se desvanece. Nessas horas, porém, uma súbita luz ilumina o mundo e mostra - num rápido vislumbre - o naufrágio onde estamos todos. O Captain! my Captain! our fearful trip is done... Estranha invocação esta. Há muito que navegamos sem comandante e a medonha viagem ainda não está acabada. Não sei se são ratos os que agora abandonam o navio. Sei apenas que o naufrágio já começou e não há salva-vidas que nos acolha. Este é o preço a pagar por entregar o destino nas mãos de outro.