segunda-feira, 9 de setembro de 2013

A grande ave predadora

Pablo Picasso - Guernica (1937)

Temos correntemente a ilusão de que podemos estar sentados na vida a contemplar a história, como se esta fosse um filme produzido para nosso entretenimento. Esta fantasia deve-se à impotência em dobrar os caminhos do mundo ao que mais desejamos. Mais cedo ou mais tarde, porém, a história vem ter connosco, e então percebemos que ela é uma grande ave predadora que se vai alimentar da nossa vida e rir-se da nossa ilusão.