quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Não aprendemos nada

David Lynch - A Bug Dreams of Heaven (1992)

Deixemos, por momentos, a troika de lado. Ela não é causa, mas consequência. Há dias em que apetece desistir completamente. É tão visceral em nós uma cultura de falta de exigência, de facilidade, de ausência de rigor, de reivindicação de patamares cada vez mais baixos, que qualquer esperança de um país decente se torna ridícula. Foi essa falta de exigência connosco que nos tornou complacentes com as elites políticas que fomos escolhendo e que nos conduziram ao sarilho onde estamos. Mas não aprendemos nada. A complacência com o folclore instalado na sociedade e nas instituições cresce. Cada vez mais odiamos o que é difícil, exigente, rigoroso. Não me admira que, chegadas as próximas eleições, as seitas que nos governam sejam reeleitas.