quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Tempestades

Charles Lapicque - L'orage sur Bréhat

Um dos traços que mostra, na actualidade, a profunda corrosão do carácter manifesta-se no cinismo com que alguns evidenciam o seu contentamento pelo facto da sempre anunciada tempestade social não ter lugar. Este cinismo é particularmente cruel, pois existem inúmeras tempestades que atingem os indivíduos, lhes roubam o sentido da vida, os destroem moralmente, os fazem baixar os braços, os atiram para o inferno de uma vida sem esperança. Querem maior tempestade social do que esta? Só um carácter corroído e um intelecto corrupto podem achar virtuoso que a resposta à desgraça onde os portugueses foram metidos seja a ausência de indignação, o conformismo com o destino, a falta de tónus social.