domingo, 11 de janeiro de 2015

O vício e a virtude

Eugene Delacroix - A liberdade guiando o povo (1830)

Na manifestação de hoje, a França deu um sinal fundamental sobre a importância de um valor central e universal, a liberdade de expressão. Os franceses saíram à rua para mostrar que, acima da intolerância, está a liberdade de as pessoas dizerem o que entendem, mesmo que não se concorde com elas. Dirá o leitor, porém, que havia por ali personalidades que gostam tanto da liberdade de expressão como o diabo gosta da cruz, ou talvez mesmo menos. É verdade, mas essa é uma outra e grande vitória para aqueles que não admitem a censura. O vício sentiu-se obrigado a prestar tributo à virtude. As circunstância obrigaram gente pouco ou nada recomendável a ter de desfilar em favor daquilo que odeia.