quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Livro do Entardecer (33) queda

Ismael González de la Serna - A queda (1935)

33. queda

esquecemos o que amámos
na leviandade de um sonho
ou na ilusão que se ergue
no trânsito das paixões

amadurecemos na noite
até as rosas supurarem
nos olhos enlouquecidos
de quem olha e nos vê cair

(averomundo, 2010/02/06)