domingo, 17 de abril de 2016

O Silêncio da Terra Sombria - 23.

Camille Pissarro - Boulevard Montmart: Nuit (1897)

23. Construíste o horizonte

Construíste o horizonte
num espelho quebrado
e uma paixão feroz
cantou-te na face.
Um vendaval de sangue
desenhou ondas de areia
sobre as águas do mar
e ao longe, muito ao longe,
no revérbero matinal,
o teu corpo estremeceu
sob os miasmas da noite.

[O Silêncio da Terra Sombria, 1993]