terça-feira, 12 de julho de 2016

Rumores de Maio - 1. Maio

Albert Rafols Casamada - Mayo (1978)

1. Maio

Suspenso na claridade, Maio é uma aurora,
a rasura férvida ateada nos campos
a manhã ainda fria a rasgar
a cidade presa ao porão da primavera.

Leves, leves, pássaros poisam pelas ruas,
e um corvo descreve na curva carbonizada
um presságio ardente, a luz no fundo das trevas.

Sobre as ruas, relâmpagos sonolentos
cobertos de sede e sangue e silêncio.
Maio rumoreja e rumina a madrugada.

(Rumores de Maio, 1977)