domingo, 17 de julho de 2016

Rumores de Maio - 2. A velha faia


2. A velha faia

A velha faia, a sombra projectada,
sonhos de vento sobre o vazio,
a ave que poisa serena e cansada.

Entre ramos, desenham-se estrelas,
e os olhos presos na água do rio
abrem-se e adormecem ao vê-las.

(Rumores de Maio, 1977)