quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Rumores de Maio 22. Poemas do 1.º de Maio (III)

Edouard Manet - The Toilers of the Sea (1873)

22. Poema do 1.º de Maio (III)

O sangue, rio verde e mineral,
estiola no barco incendiado,
perdido na sílica da noite,
no vendaval que coalha
o vermelho furor do silêncio.

(Rumores de Maio, 1977)