terça-feira, 6 de março de 2018

Ensaios sobre a luz (27)

Deborah Turbeville, fotografia para a Vogue, 1995

Um corpo separa-se da paisagem sombria que o envolve, incendeia-se como se tivesse fugido de um limbo e deixa que nos olhos tudo o que é obscuro permaneça e resista à avidez da luz.