segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Nocturnos 43

James Arthur O'Connor, Moonlight scene, ca. 1835

Um homem caminha na noite e escuta as vozes do silêncio, o rumor das águas, o sopro do vento nas folhas das árvores, as palavras que, como raios de luz, descem da Lua e semeiam universos de sombra. Exausto, procura vestígios de outros homens que o levarão à fonte originária de onde brota a água que lhe saciará a insaciável sede.

2 comentários: