segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

Nocturnos 41

Henryk Weyssenhoff, A mysterious song, 1921

Um pássaro canta e a canção da noite ergue-se da terra sonâmbula para um céu negro pontilhado de revérberos de prata. Dança por instantes diante dos astros, para cair lentamente, como um grito vindo do além, sobre os seres velados pelo cobertor do cansaço.

6 comentários: