terça-feira, 9 de outubro de 2012

Errar as contas

Edgar Degas - Examen de danza (1874)

A senhora Lagarde do FMI brinca sorridente com a vida das pessoas. Descobriu que as previsões do FMI, seita que ela lidara com evidente prazer, estavam erradas e que as consequências das políticas impostas aos países têm efeitos muito mais negativos do que tinha sido dito. Errar as contas não é um mero problema que não se resolve num exame de uma cadeira de licenciatura. Errar as contas é condenar milhões de pessoas à miséria, ao desemprego e a uma morte mais precoce. Como é que toda esta gente é ininputável?