segunda-feira, 1 de julho de 2013

A farsa prestes a descambar em tragédia

Caspar David Friedrich - Abbey in an Oak Forest (1809-10)

O ministro das Finanças demitiu-se. A substituta chega já com a legitimidade completamente arrasada. Em toda esta farsa, nunca saberemos o que é pior, se a ideologia que preside à destruição dos países do sul da Europa, se a inabilidade e imaturidade do governo português, se a impotência política do Presidente da República. Seja como for, uma coisa é certa, os portugueses são muito pacientes. Durante anos assistiram impávidos e serenos, quando não cúmplices através da votação e da compreensão que tudo perdoa, à tomada do Estado (central e autarquias) por uma gente irresponsável, incompetente, centrada em interesses que estão longe de ser o bem comum. Mesmo agora, que estão a ser conduzidos para o matadouro, para além de uns vagos protestos gerais e de uma ou outra fungadela mais estridente, continuam a olhar para o que se está a passar como se estivessem na plateia e não no centro do palco, onde desempenham o papel de vítimas. Esta farsa está a um passo de se transformar numa hedionda tragédia.