segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Nostalgia


Toda a nostalgia supõe a ideia de um exílio e, como consequência, manifesta-se como a dor daquele que anseia o regresso. Esse exílio, porém, não é mais que o afastamento que vai de si a si. Dói o estranhamento que se abre em nós e nos torna estrangeiros no nosso próprio ser. A nostalgia não é outra coisa que o apelo que sentimos por nós mesmos.