domingo, 2 de fevereiro de 2014

Cadernos do esquecimento 3 - A razão humilhada

Um texto novo a intercalar nos textos dos cadernos do esquecimento provenientes do meu antigo blogue averomundo.

O zelo que o pensamento ocidental introduziu no mundo não será apenas uma espécie de doença. É um exercício de falta de probidade. Refiro-me, por exemplo, ao escândalo que é a crítica do uso de afirmações auto-refutantes. Se pudesse, ou se tivesse talento para tal, apenas usaria afirmações desse tipo. A verdade de cada uma delas implicaria a sua falsidade. Só assim me sentiria reconciliado comigo e autêntico para com o mundo e os outros. Porque tudo aquilo que digo é manifestamente falso e, por isso mesmo, verdadeiro. Este jogo risível que as afirmações auto-refutantes introduzem não é o resultado de uma deficiência lógica, mas o preço que devemos pagar pela pretensão de abrir a boca sobre seja o que for. Não se trata de uma razão equivocada, mas de uma razão humilhada.